terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Cômodo

 Eu adoro o carnaval dos outros.

Quando foi que eu virei a louca da viagem?

Oxigênio: o ano está na sexta semana e eu já reli 12 livros bobos e 4 das minhas bíblias.

Reclamar é divertido, mas no fundo no fundo eu sou uma boba alegre.

A Ju é a Juliana-Fina-Flor-Que-Não-É-Mais-FF-Mas-Sempre-Será mesmo.


A Iara compartilhou uns posts bem legais sobre decoração e, em um deles, o moço explicava o que cada cômodo da casa representava para as pessoas. Este artigo, especificamente, era interessante, mas tinha um monte de furo na teoria, pra começar só funcionaria se as pessoas morassem sozinhas, começassem a decoração do zero (sem presentes, sem heranças) e tivessem acesso a todo dinheiro e oferta de itens necessárias a seu gosto, mas divago.

Eu ia falar mesmo era da minha casa. Faz muito tempo que não quero que ela seja a minha casa, é grande demais, com escadas demais. Mas fui ficando e, assim, ela foi crescendo em mim. O ambiente com o qual me importei de verdade foi a cozinha e ela me faz feliz (embora eu nunca tenha tido o $$ pra fazer tudo que queria, o que tenho me alegra). Ao fazer a cozinha, me fiz. Hoje eu sou uma pessoa que tem temperinhos, que faz pão, que reduz balsâmico, que arruma a mesa com porcelana e cristal pra comer sozinha. Gosto desta eu.

Agora, tenho vontade de um escritório. De ser a pessoa que se estica na poltrona amarela no fim do dia pra tomar um vinho e ler livro fora do kindle. De ser a pessoa que deixa o notebook no andar de baixo. Que imprime as passagens em casa. Que enche um painel de aço com fotos. Que se cansa de trabalhar e fica brincando de girar na cadeira estilo diretor. Que tem pastas organizadinhas com documentos e um pote bagunçado com papéis coloridos. Que escreve recados. Que tem um pote com grãos de café como odorizador da sala. E canecas na estante. 



 Dos mistérios: quando guardarei dinheiro para... 

Colocar os ventiladores de teto nos quartos? 
Arrumar os banheiros: boxes, exaustor, bancadas? 
Consertar o vazamento do vizinho?

3 comentários:

Cláudio Luiz disse...

tem alguma outra opção que não seja nunca?

Paula disse...

Adoro seus textos... rs Identificaçao total!

Isa disse...

Tou com a Paula, é cada vez mais gostoso ler-te :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...