quarta-feira, 24 de maio de 2017

Molotov



Gastei a foto antes do tempo. Hoje Brasília pegou fogo de verdade.

E sim, é pra protestar, queimar, quebrar. Revelar a insatisfação. E não, não é igual a reação da polícia. Não dá pra comparar vidros quebrados com ossos.

E dez pessoas foram mortas pela Polícia Militar no Pará. Quantos Eldorados ainda iremos chorar?

Forças Armadas na Esplanada do Ministério. E a certeza de que os que confrontam, resistem, lutam, protestam, apanham, o fazem por todos nós.

Pessoas indignadas com a “quebradeira” de coisas em Brasília enquanto o Prefeito de SP manda derrubar um prédio com pessoas dentro. 

Não adianta chamar de confronto. Não adianta tentar culpar os "vândalos". Nós não aguentamos mais o descaramento de quem narra uma realidade inventada para suprir necessidade dos poderosos.

Há vidas que valem menos que vitrines, neste Brasil brasileiro. 

****************

Dizem que todo professor é narcisista. Que bobagem. Não ligo pra plateia. Não ligo de ser homenageada ou não nas colações. Não contabilizo o número de inscritos nas eletivas. Etc. Etc.Etc. Até que chegam os pedidos de orientação. Não é só não conseguir dizer não. É que eu me derreto.

Viver em condomínio é ter que aguentar reunião que as pessoas não sabem conduzir sobre coisas tão absurdas como contratar ou não vigilância armada. Dessa vez foi não. Não sei por quanto tempo será. 

Um comentário:

Mila Lopes disse...

Está tão cansativo tudo isso, nem sei mais se isso não é apenas pra nos cansar e aceitarmos tudo que parecer melhor daqui pra frente...Manobras, enfim...

Bjssss

https://palavrandoels.blogspot.com.br/2017/05/espelho.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...