segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Lupa


Esse foi um fim de semana muito, muito bom mesmo. Às vezes me acontecem coisas assim, de eu pensar que não quero ir a algum lugar ou evento, de ter preguiça ou duvidar que vai importar pra alguém – inclusive pra mim mesma. Às vezes me acontece de pensar que só quero ficar em casa. Mas eu vou e, ah, como é bom ir. Gente. Situações. Conversas. Risos. Quando eu vou, saio de mim, saio de casa, saio da imobilidade, aí é que sou mais eu, mais viva, sou mais alegre em relação. Claro que ajuda quando tudo isso é à beira-mar.

São pequenos oásis e eu sou grata por cada um deles.

Vida que segue, segunda de manhã e a cama está bagunçada, o trabalho atrasado, a comida pouca, o dinheiro pouco, a coragem pouca. A saudade, imensa.

A verdade é que eu não tenho a coragem necessária.

A esperança ensina a tristeza.

Quando os sonhos não podem ser, sou menos eu. Tragam lupas.


3 comentários:

Renata Lins disse...

sei bem como.
beijo. forçaí.

Laís Stefani disse...

O/

Marcelo disse...

oi, conheci seu blog pela Central do Textão. até favoritei aqui na minha lista: www.blogmonocordios.com/cidadesvizinhas amo sair e tenho essa mesma sensação que você, de me sentir mais vivo. faz bem pra alma. e acalma. no final das contas tudo se resume em equilíbrio. parabéns pelo blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...