segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Deu Ruim

Luciana, você não se arrepende de nada? Eu me arrependo de todas as vezes que não chorei quando fui embora de algum lugar. Eu sei, mas esqueço, que nunca voltamos. 

Você quer fugir, amor. Eu também quero. Pra longe da eu que enfia o pé na jaca. Pra não saber que erro. Que derrapo. É assustador demais ser essa pessoa que também faz merda. E mais ainda não ser só ela. Sentir a responsabilidade. O arrependimento. A solidão. E perder a ilusão de que ser adulto é, enfim, fazer tudo certo. Ah, Karev.


Quem assiste Grey’s Anatomy sabe que deu ruim na vida do Karev. E ele tá lá, todo ensimesmada e entristecido porque parece que não vai pra frente. Ele tenta, peleja, faz o que pode pra ser a pessoa que ele quer ser e de repente parece que todo esforço foi vão e ele está no mesmo lugar de antes. Pior que antes.

A vontade que eu tenho é de ir lá dizer pra ele que não. Não é assim. Errar, enfiar o pé na jaca, trocar os pés pelas mãos, tudo isso é da vida, vai rolar. O que fazemos quando fazemos isso é o que nos define. Eu queria dizer isso pra ele porque eu queria que alguém dissesse isso pra mim. Porque eu queria dizer isso pra mim.

Grey’s Anatomy nunca me decepcionou na forma como trata temas ditos polêmicos. Aborto? Mulher quem decide. Separação? Não tem vilão. Transgêneros? Devem ser respeitados como qualquer pessoa cis. Idosos com tesão? Viabiliza o sexo. Jovens com tesão? Viabiliza o sexo. Foram muitos os assuntos não vou lembrar de tudo, e a abordagem, de todas que me lembro, certeira. Agora, espero, acertem também ao tratar do punitivismo cotidiano que nos faz demandar, como sociedade, prisão, reclusão, vingança e não inserção social, acompanhamento terapêutico, retribuição social.

Eu esperei muito pra ver o primeiro episódio da décima terceira temporada e, quando consegui, tudo que eu queria era apertar um botão e pular pra parte em que tudo fica bem. Não é preciso muita sensibilidade pra saber que continuo falando de mim.

**********************

- Lealdade cega?
- Não é cega, ele a conquistou.
Porque você vê Grey's? Porque tem os diálogos da minha vida. Mais, tem os diálogos que eu escreveria, se soubesse escrever.




2 comentários:

Nadine Granad disse...

Estou com "mimimi", estou precisando de coragem... Estou "aí" também ;-)

Laís Stefani disse...

"descobri" grey's esse ano, virou favorita desde a primeira temporada (estou na terceira). espero que tudo se ajeite ai...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...