sexta-feira, 11 de julho de 2014

A Casa da Lu

Sinais de que você está na casa da Luciana – e que ela mora só:
- o papel onde está anotada a senha da internet está muito bem guardado em algum lugar que ninguém sabe onde é;
- a televisão está sempre ligada e não atrapalha o trabalho. Mas se colocar uma música, mesmo instrumental, a única outra ação concomitante possível é cozinhar. Ou fazer indecências;
- tem um saco de supermercado com um pacote de absorventes na prateleira da sala;
- a louça do jantar é lavada, geralmente, na manhã seguinte. Mas o que é usado durante o processo de confecção da comida vai sendo lavado no durante;
- nunca tem doce. Sempre tem ovo;
- livros são encontrados em lugares inesperados;
- livros são encontrados nos lugares esperados;
- livros são encontrados;
- tem saco, sacola e caixa em vários compartimentos, guardados para e se um dia eu precisar? e nunca preciso;
- bolsas são usadas como gavetas. Caixas são usadas como gavetas. Gavetas são usadas como gavetas. E, claro, nunca sei o que está aonde;
- você é bem vindo.


Das preces: E se amanhã a gente já não for, que pelo menos chegue rápido o depois de amanhã.

Tantos silêncios em um. E pesa.

Status: lendo posts passados pra manter a coerência. Ou, pelo menos, a sanidade.

E se foram as nossas últimas palavras? Eu bem que solicitei um roteirista melhor.

Eu sei, eu sei. Não é culpa sua. Nem minha. Nem nossa. Apenas não é. Não somos. Reza quem é de rezar, brinca aquele que é de brincadeira... é que eu sou festa pra uma noite inteira, mas você tem que sair mais cedo, trabalha amanhã. Eu só não entendo porque, ainda assim, dói tanto.

Eu sei lá, nem foi que perdi o bonde. É que a viagem era curta demais.

Quando eu acordar já vai ser um amanhã. 


Um comentário:

Ingrid disse...

A minha casa é meio assim também..
Afinal,moramos sós.
Beijinhos Lu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...