terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Hubbell

Porque um dia eu li as cartas de Simone e descobri que amar é voar sobre o Atlântico em um teco-teco. Não há certezas, a morte nos acena, mas é tão bonito. O amor é azulzinho. E salgado. 


E eu só espero fechar a porta devagarinho. Mala leve, alma leve. Sem precisar de mais. Sem desperdiçar nada. Ir embora cantarolando assim:


XXXXXXX

E tem o meu livro pra você comprar. É um livro de quê? É um livro de poentes. Aquela hora em que a luz se transmuda em quase matéria, em que as dores e as belezas podem ser tocadas, em que os olhos embaçam e a gente espia com a alma. Pra saber mais, vocês vão ter que ler. Leiam, leiam. Clica na imagem, vai na nossa página no FB e fica sabendo dos detalhes...




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...