segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Das dores e dos amores

Uma ou duas vezes descobri que tinha gente usando algumas coisas aqui do Borboletas nos seus próprios blogs sem citar a fonte nem oferecer nenhuma referência. Mandei email, reclamei um pouquinho, as pessoas pediram desculpas, tiraram do ar e pronto. Não me chateei muito, porque, né, essas coisas acontecem, às vezes a pessoa desconhece a etiqueta da net ou simplesmente admira e se identifica tanto com algo que é “como se” fosse ela que tivesse escrito.

Mas aí esses dias me avisaram que uma pessoa intitulada Sílvia Mendonça, no Facebook, usava repetidas vezes meus posts como se fossem dela. Tentei a abordagem usual e minha surpresa foi enorme: ela não só negou as cópias como se indignou, se fez de vítima, falou que era caluniada e tal. E aí fuça daqui, fuça dali, muitas coisas apareceram, não é só de mim que ela copia, existem várias dúvidas sobre sua identidade real, ela faz campanhas e vakynhas pra receber dinheiro pelo Fb etc. Tudo isso me deixou meio abalada, sabem. Eu pensava que não me importava, mas me senti esvaziada, exposta, vulnerável, violentada. Das outras vezes foi um elogio torto, mas a situação com a Silvia me fez sentir roubada.

Daí que estou com vontade de fechar o blog. Mas me dá uma dor de pensar isso, porque o blog tantas vezes serviu de caminho e mediação pra que eu conhecesse tanta gente legal. Como a Raquel, Rita, Juliana, Thayz, Tina, a Caminhante, tudo gente linda que conheci por blog que vai, blog que vem. Sem falar dos amigos de outras paragens que passam aqui porque gostam de me ter mais um pouquinho, acho, que nem a Renata Lins e o Maycon que até já andou reclamando porque ontem a noite eu tava testando como era fechar o blog e esqueci de reabrir. E ´porque o blog sou eu e eu não queria me fechar pro mundo. Eu gosto de ser quem sou, aberta, disponível, fácil. Não sei, tô perdida, aceito afagos, conselhos, dicas, puxões de orelha, o que for.

Então, é isso, não sei se ainda estarei por aqui da próxima vez que você passar (ou vocês acham que eu devia deixar só pra convidados? aí quem quisesse ser convidado me mandava o endereço por email...).


Enquanto isso, deixa eu contar pra vocês que não sei como contar o tanto que amo Lisboa. Meus amigos riem (com razão) quando eu digo que se alguém elogia um dos meus lugares (Lisboa, Canoa, Fortaleza, Madadayo) é como se estivesse elogiando, sei lá, meu cabelo, minha piada, alguma coisa que escrevi. A sensação é a mesma. Como se esses lugares fossem meus, fossem eu. Lisboa é assim. É um privilégio e uma alegria andar por aqui. Ontem saí andando por aí. Sentindo o cheiro. Sabe a musiquinha “cheira bem, cheira a Lisboa”¿ é a pura verdade, Lisboa tem um cheiro bom, acolhedor, cheiro de flor, de comida, cheiro de riso, de poesia, de saudade. Então, domingo. E domingo é dia de...

de pastel com caldo de cana


de rir do inusitado

de descobrir um novo lugar pra passar o tempo



de lembrar das amigas e pensar que elas gostariam de uma cerveja ali

de não ter medo de careta



de pegar pelo rabo

de tomar sorvete

de curtir um som

de ir à igreja (cof, cof)

de ver o azul


de ir a outra igreja (né)



de brincar de ser sereia


de fazer planos pra outros domingos








11 comentários:

Rita disse...

Ah, Lu. A decisão é toda sua e eu vou respeitar o caminho que você tomar. Pronto. Falei o que manda o figurino.

Agora, prestenção.

Nem pense em fechar o blog que me trouxe você, sua linda.

Mas você sabe que as duas coisas são verdades, né? Digo, expressam coisas que sinto mesmo. Então escolhe aí.

;-) [Rita, não ajudando azamiga desde sempre]

(nem consigo expressar direito o que sinto em relação à absoluta falta de noção da pessoa que publica seus textos como se dela fossem; estou de bom humor, veja bem, estou chamando de falta de noção)

Bárbara disse...

Fechar o blog por causa de uma maluca tão sem criatividade que precisa roubar textos alheios? Ah, não vale.
E acho que depois de tantas reclamações, suas e dos amigos, dificilmente ela vai se atrever a usar um texto seu de novo.

Beijo!

Juliana disse...

sou menos elegante que a rita e a bárbara:
PODE PARANDO POR AÍ, D. LUCIANA!
A sujeita copia teus textos e vc é que sem retira? Pode parando!

Lu, eu entendo mais ou menos o que vc sente,mas não acho justo vc fechar o blog . A tal da mulher é que devia se mancar.


Essa sua história me deixou chocada e afeta essa coisa que a gente vai construindo na internet, que é um tipo de confiança implícita, uma rede de contatos, afetos e blogs. Até hoje, só tive experiência boa com internet. Conheci gente legal, interessante,fiz amigos; aí histórias como essa me assustam um pouquinho- mas só um pouquinho.


Acho que será uma pena se vc fechar o blog só pros conhecidos. E os desconhecidos que tão por vir? E como é que eu vou compartilhar seus posts?

Li seu post hoje bem cedinho e passei o dia querendo chegar em casa logo pra comentar.

Cristina Lopes Cassiano disse...

Nem pensar em fechar. Tem um lance que eu preciso achar, tipo um selinho "protegido contra plágio", de um site que identifica cópias. Vi faz um tempão, vou pesquisar e tentar achar. Volto logo. ;)

Lívia Cavalheiro disse...

Imagino como é chata essa situação. A pessoa vai lá, toda preocupada com o que escrever, e vem uma outra sem classe e copia tudo sem cerimônias.

Sou uma leitora silenciosa de seu blog, mas dessa vez vou me pronunciar. E estou com as meninas.

Desfazer-se de algo que você gosta simplesmente porque tem alguém se aproveitando não seria algo ideal - para nós, que gostamos do que você escreve. Também acho uma pena privar o público geral do que você escreve... Mas, a escolha é sua, afinal, o problema é apenas seu. =)
(well, não ajudei muito..hehe)

Quanto a Lisboa... Vontade monstra eu tenho de conhecer esse lugar! Chego até a sonhar! *-*

Abraço,
Lívia.

Blog Simplifique disse...

Acredito que deve ser muito ruim a sensação de ter os seus posts roubados, porém não vale a pena fechar o blog por isso. Quem fez coisa errada foi a a outra pessoa, não deixa ela te calar!

Lindas fotos de Lisboa :)

Lua Adversa disse...

Oi linda! Nunca comentei no seu blog, mas sou leitora assídua. Eu ficarei mega triste se vc decidir acabar com o blog, mas te entendo perfeitamente. Aproveito pra dizer que eu também publico suas coisas no meu face, mas coloco a autoria direitinho e coloco o link do seu blog junto, ok? :) Luz pra suas escolhas. Beijo grande com carinho

Lidiane Andrade disse...

Olha, sou de ler blogs e nunca comentar, mas...
Fazia tempo que não entrava aqui e hoje levei um susto com esse post..

Não fecha, não... Seus posts, muitas vezes, me fazem sentir tão bem. Definem meus sentimentos. Seu sorriso fica estampado tem tantas palavras..

Mas, se for o caso de tornar privado, peço que me inclua : lidix.tangerine@gmail.com

Gosto muito de ler, só não sou de comentar, mas abri mão dessa minha particularidade pra te pedir que não pares de escrever.

Gosto muito de você, embora nunca tenha te visto.

Beijos...

Cláudio Luiz disse...

Não preciso repetir o que já disseram. Fechar?
Agora, tem várias pessoas que tiveram esta experiências e recorreram a justiça. Um bom advogado - que não vai lhe faltar um entre os amigos - e coisa se resolve.
Espero que na linha do Aranha, nada de aceitar abracinho em público como desculpa ;c)

Danielle Martins disse...

Vim aumentar a lista. Fechar nem pensar!
Mesmo sem comentar estou sempre aqui, e é no blog que sinto você mais pertinho de mim. ;-)

EliCintra disse...

Olá, essa mulher é ataca há tempos e alertamos a vários amigos ... ela se diz cancerosa, ex modelo, jornalista e poeta, mas nao é nada disso, é apenas uma idosa obesa, com aspecto de suja...oculos fundo de garrafa e psicopata.
Se vc quiser pode acessar o meu blog sobre essa criatura.
http://silviamedonhagolpista.blogspot.com.br/?view=sidebar

Sorte ai e não feche seu blog não, essa senhora não merece tanta atenção, apenas cadeia por tudo o que já aprontou...já deveria estar na cadeia há anos...

Abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...