sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Eu, Wolverine

Dos recados que o corpo dá: acordar com a garganta doendo é a) ficar com coisas por dizer; b) não ter aprendido a engolir sapo adequadamente; c) variação do clima; d) todas as anteriores.

Sabe o Wolverine? eu sei. Feridas e cortes que cicatrizam rápido demais. Algumas pessoas confundem com não sentir dor. Não é verdade: dói pra caramba. Mas sara de uma forma veloz, não dá tempo seguir as ordens de Samarica parteira (“aproveite a dor”). Toda uma vida com a sensação de que estou perdendo alguma coisa.  




Fui visitar meu jardim, abri o primeiro livro, baixei o primeiro artigo. É a vida, entrando no eixo.

Aí eu descubro: as costas estão descascando. 38 anos de praia e a pessoa não aprende a tomar sol (ou melhor, não aprende a ficar na sombra enquanto tá tomando a cerveja e comendo o caranguejo, vamos ser honestos, né).


Das belezas da vida: em todo lugar a gente encontra alguém que já interagiu com o Lemuel.

Cadeiras na calçada, palavras que chegam com o vento e vão perdendo a intensidade, as minhas queridas "lamparinas" na rua, uma risada inesperada. Adoro Lisboa a noite.

Já tenho a cuscuzeira, ainda não achei o vitamilho.

Não se trata de quem sofre ou não, de quem tem vantagem ou não. O lance é que não precisa ficar gritando: e eu? e eu? e eu? todas as vezes que alguém desvia o olho pra ver outras realidades. E, claro, de não usar o grito pra escamotear um erro.

O Chico e a Miúcha cantando pra mim. Tem música que parece que sempre esteve aqui, desde a primeira vez que a gente escuta é assim: reconhecimento. Eu lembro da jaqueira que nunca conheci.

A sensação de que já usei as melhores frases. 

Usar sapatinhos vermelhos: recomendo.

5 comentários:

Iara disse...

Pode te fazer declaração de amor? <3

Rita disse...

O bom do amor eh ser inclusivo. Também amo.

iaiá disse...

sapatos vermelhos <3

Liliane disse...

Usei hoje. Meus sapatos vermelhos. E me senti dorothy.E caiu uma tempestade, com raios relâmpagos e trovões.
E eu, e eu e eu? Melhor é ler vc, do que saber de mim, ou dos umbigos alheios.

Palavras Vagabundas disse...

Wolverine amo e não é porque cura rápido que não dói, achei o máximo!
bjs
Jussara

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...