quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Diário de Bordo #05 e uma canção

Pois, a miúda já não é tão menina, já sai de métro sozinha. Não foi lá grandes coisas, mas peguei a linha vermelha, fui até o ponto que faz o passe Lisboa Viva em regime urgente (significa que recebo amanhã), depois brinquei de andar de metro trocando de linhas.  Fui da vermelha pra amarela, voltei pra vermelha, depois fui pra azul, voltei pra vermelha e vim pra casa. Isso me garante chegar no Rato (que é o mais perto da minha Universidade) e na Baixa-Chiado. Não, ainda não estou totalmente segura mas pelo menos já sei onde encostar o cartão, como recarregá-lo, etc. Podem zombar, eu sou tonta mesmo. 

Enquanto zanzo por aí estou esperando descobrir a lan house redentora! Há de existir. Como vou imprimir as coisas da Universidade? E também preciso de um mapa. Vou tratar de comprar um.

Uma coisa peculiar: eu não sei se tem mais homem aqui que mulher ou se as mulheres ficam mais em casa ou se eu estou com o olhar enviesado, mas como tem homem na rua! Sério, de todas as idades, especialmente senhores.

Uma novidade: eu não bebo suco de laranja. Bebo sumo de laranja. Taí, mudou até o gosto.

Uma dica: quando forem se mudar, não levem apenas sapatos novos. Gente, tô sofrendo, aqui é ladeira que sobe, ladeira que desce, um sem fim de ladeiras (haja pernas) a perder de vista e eu: de salto! Ou de sapatilha nova, novinha, fazendo buraco na parte posterior do pé. Dizem que nos EUA Havaianas são sucesso! Posso andar de havaianas aqui?

A despropósito de tudo isso...

Eu estava ouvindo/vendo um vídeo no amigo youtube (gente, 1981, que delícia de cabelo esse da Marina, livre da chapinha) e pensando como as pessoas se equivocam. Esse clip, por exemplo, é um erro completo (tirando o cabelo da Marina e o batom-boca-de-biquara).


Fico pensando que o diretor do troço não ouviu/leu a letra da canção. Só pode. Porque lá está a Marina cantando que ELA quer ter uma porção de corações pra ELA se apaixonar infindáveis vezes e o que o clip mostra? Homens se apaixonando por ela, caindo aos seus pés (mesmo, literalmente) e ela, serelepe e indiferente, a passar por eles. Como se ela não fosse uma pessoa com desejos, mas apenas o alvo do desejo alheio. Alguém desenha pra mim, por favor, porque eu acho que não entendi a relação. Aí ela canta: "toda gente fina, toda perna grossa, todo gato, toda gata, toda coisa linda que passar"...e só tem marmanjo ao redor dela. Significa?

Significa que é duro acordar cedo e passar horas esperando vocês acordarem. E mais duro ainda é ir me deitar quando o twitter tá ficando bom. Um beijo especial pra Renata Lins que fez leroaite no dente e estava acordada no meu fuso e pra Bárbara Lopes que sabe tudo, até a canção que eu quero ouvir.


5 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

comentando pra ver qual que é...

Palavras Vagabundas disse...

hahahah
É o jeito é ir se aventurando, logo logo é mais uma local. Gostei da dica dos sapatos.
bjs
Jussara
PS:Equívoco total o clip da Marina

Liliane Gusmao disse...

Eu assisti o clipe, equivocado e surreal skatistas e ginastas... muito louco. Assiti um outro também: charme do mundo a mesma pegada de stalker em clipe do fantâstico.
Lendo seus relatos fico pensando nos primeiros passos meus aqui, não é fácil, mas voce pega o jeito, paciência, insistencia e band-aids!
Bjo

Ana Vieira disse...

Putz, ateh o cabelo da Marina ta equivocado. O cabelo nao, o penteado. As pernas sao lindas, percebeu?

Ana Vieira disse...

Ah, esqueci: compre uma impressora. Infinitamente mais barato que pagar impressao em lan house.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...