quinta-feira, 16 de junho de 2011

Outras

O Eu é um Outro, disse Lacan. Disse-o bem, vendo o que via no seu divã: enredados em discursos, presas do desejo. O Eu é um Outro, disse Lacan. Ou Outra, digo eu. Eu que me sei uma e tantas e sossego. Mas Eu que também já fui em outros nomes, ou quis ser. Esta semana, eu que nem a considerava esses balaios todos, quis ser Eva Green. Tudo por causa disto (e o que seria eu senão as palavras que me habitam e fazem corpo?) que o Fabrício Corsaletti soube dizer. Eu já quis ser Ava, só pra ser o mais belo animal do mundo. E já fui, pra alguéns, Capitu em ressacados olhos, uma menina com uma flor e, dolorosa e lindamente, vez ou outra, Anabela. Já fui gata ronronante ou gato em olhos pidões. E como demando ah, sim!

Em tantas Outras, cada vez mais eu, uma eu que nem me sei, a não ser no dito alheio. Alheio - do outro; alheio - estranho. Mas vou me reconhecendo: tenho uma voz que não sai e, vez ou outra, corpo de tempestade.  E, claro, sou lindinha, mas isso não é todo mundo que sabe dizer, com riso na voz, sem surpresa, promessa ou pergunta. De um jeito fofo. 

E quem não conhecia essa lindeza que é o Renato Braz me cantando, digo, cantando Anabela, taí:







No porto de Vila Velha

Vi Anabela chegar
Olho de chama de vela
Cabelo de velejar
Pele de fruta cabocla
Com a boca de cambucá
Seios de agulha de bússola
Na trilha do meu olhar

Fui ancorando nela
Naquela ponta de mar
No pano do meu veleiro
Veio Anabela deitar
Vento eriçava o meu pelo
Queimava em mim seu olhar
Seu corpo de tempestade
Rodou meu corpo no ar
Com mãos de rodamoinho
Fez o meu barco afundar

Eu que pensei que fazia
Daquele ventre meu cais
Só percebi meu naufrágio
Quando era tarde demais
Vi Anabela partindo
Pra não voltar nunca mais


PS. Ah, povo, não pode ficar lisonjeada com uma nomeação dessas? Confesso que fico toda paba quando penso nisso...

3 comentários:

Sardenta disse...

Pq tu é tão linda assim falando psicanalês?

Long Haired Lady disse...

e apesar de um ódio mortal ja quis ser yoko, por ter inspirado as mais belas canções de amor do Jonh…rs

Glória Maria Vieira disse...

Eu tava com saudade daqui! >.<

/perdoe-me pela ausência, Luh, UFAL, meu amor, UFAL me consumindo até as poucas horas que tinha para dormir.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...