sexta-feira, 8 de abril de 2011

Soluços

Ontem
Eu admiro muito quem tem a disciplina e a elegância de responder aos comentários. Geralmente vinculo-me a blogs cujos autores tem esta prática. Apesar disso, nunca consegui fazer isto tornar-se presente aqui (já tentei algumas vezes). Ao ler todos os comentários do post de ontem, voltei a lamentar não responder, porque vocês realmente fizeram a diferença pra mim. Senti-me abraçada e fortalecida. Então meu carinho agradecido a vocês: Jussara, Lu, Shuzy, Dona Lô, Mari (vai ver sim temos que combinar), Lilian, querida K., Rita e afilhado. Aproveito pra desculpar-me pelo silêncio que fiz ontem e talvez repita hoje no blog de vocês. 

Hoje
É em silêncios. Não. Sou em silêncios. Em brancos silêncios. Em vazios. Molduras de espelhos em que vidros esfacelados tornaram-se cicatrizes e só refletem os percursos que já não se pode seguir. Sou em engasgos, todas as palavras agarradas à garganta, uma enorme angústia de não se dizer. Sou em solidão. E em desespero. Sou em penhascos, convites de abismo. Sou em labirintos. Sou assim: nenhum dito, nenhum reflexo, nenhum caminho. Sou em negativo. Raio X do sentir. Do seguir.

Amanhãs
Tenho uma porção de dicas pra vocês:

O projeto tem por objetivo produzir uma série de documentários e publicar dois livros, um diário de bordo e um livro de fotografias, com registros do continente latino-americano com ênfase nas paisagens, povos e diversidade cultural. Mais informações? Aqui. Ah, a equipe: Thiago Beleza, Niara de Oliveira, Raphael Tsavkko e a Andreia Batista.

Outra dica fortíssima é a Lojinha Virtual - Blogueiras Feministas. Lá você encontra camisas e sacolas (e ainda acessa o blog e lê textos instrutivos e pertinentes). Aí ao lado você vê como a Vanessa está esbanjando alegria e orgulho? É de se saber parte dessa pequena e relevante transformação cotidiana. Participe você também. Compre. Leia. Escreva. Dialogue. Mude. São palavras de ordem? Sim, mas não são vazias. Link pra lojinha virtual (aperte aqui). Link para os textos do Blogueiras Feministas (aperte aqui).

Feministas na Cozinha
E nessa mesma levada, feminismo e talz, divulgo esse novo espaço: Feministas na Cozinha. É de encher os olhos e fazer salivar. Pode ir lá conferir. Eu escrevo aos sábados. Minha coluna lá se chama Borboletas na Cozinha (criatividade? não trabalhamos). 

E tem a dica de um blog incrível que eu já devia ter alardeado faz tempo mas faltou oportunidade (ou eu estava era guardando pra mim mesmo). Chama-se Variações Sobre o Ritmo Alfa e é lugar pra você se perder em bela informação. Lindo, lindo, lindo. E o Lucas é uma delicadeza. Vai lá dar uma espiada, vai. 


Selinhos
Eu ganhei mais dois selinhos. Um da Dani, do Olhos do Coração e outro da Rapha C.M. do E aí? Vai ficar nessa!?!. Posto quando houver mais riso em mim, certo, mulheres?




Dar Sentido
Nós, os humanos, gostamos de dar sentido. Faz com que tamponemos nossa falta e é disfarce pra todos os vazios que nos habitam. O absurdo, sejam a absurda beleza seja o horror absurdo passado a ato em uma tragédia como a de ontem, isso desvela a falta, a incompletude, o não-todo que é seguir sendo. Vão se gastar palavras e imagens e pesquisas e hipóteses para os "o quês" e "porquês". Eu me ausentarei de tudo isso, porque o que sei é: não há porquê. Não há motivo. O absurdo é exatamente isso: absurdo. Todas as razões (razão é possível usar este nome aqui?) foram-se com ele, impedidas de serem ditas.


E se tiver alguém aí se perguntando, sim, o Eu Sou a Graúna vai passar todo o mês de abril com o mesmo texto. É que não há tempo suficiente pra lembrar e é muito rápido o esquecer.

7 comentários:

Rosa Lopes disse...

Acho que Feministas na Cozinha já está fazendo parte do meu bookmarks, tá tudo/todos lá, eu, sem auto-culpa nenhuma dessa desordem. Mas acho que alguma receita já sai no domingo.

Como hoje sou a pior mãe do mundo por estar aqui digitando ao meio dia e as crianças sem almoço, e eu outra vez sem culpa, estou completamente despreparada pra entender os seus questionamentos sobre ser ou não boa mãe. Não se pode comparar. Certo que o menino tem sua opinião, apenas acredite nela.
Bj e melhoras pra ele.

Dona Lô disse...

Ah, minha linda, sinta-se muito abraçada mesmo, viu?
Gosto da sua escrita, porque tem uma transparência que me permite ver a alma incrível que você tem. E eu adoro gente assim. Sensível, bem-humorada, pé-no-chão mas que se premite sonhar.
Um beijão prá ti!

Júlio César Vanelis disse...

Só para lembrar que o abraço de ontem se repete hoje. Eu fiquei realmente chocado com a tragédia, até chorei vendo as cenas ontem na Tv, e eolha que eu não sou de me emocionar assim tão fácil. Dicas são sempre bem-vindas... :D.

Beijo e abraço, madrinha... até o próximo

Danielle Martins disse...

Passo 2 ou 3 dias sem vir aqui e tenho um trabalhão com vc... rs
Te amo! Te amo! te amo!
Bjs!

Long Haired Lady disse...

eu ando bem atrasada nas minhas visitas…confesso que meu post de hoje é sobre meu estado fisico ( a velhice,rs), a viagem me cansou por demais!

vou dá um conferida no que ainda não vi…

beijo!

Menina no Sotão disse...

O meu reader me disse ontem que as minhas visitas estão atrasadas, mas estou tão silenciosa que eu leio e as palavras não ocorrem. Sei lá, é fase, eu sei, mas é que preciso ficar aqui dentro um pouco. Depois eu saio. bacio

Ps. Não respondo mais comentários porque o meu template atual não permite, mas eu adorava fazer isso. Já reclamei com o wordpress, mas até agora nada. bacio

Atitude do pensar disse...

Nem todos os silêncios são vazios. Mas o são somente quando necessários.
O meu desespero está no auge, mas tenho tentado silenciar-me, quem sabe não seja essa a necessidade real. Calar-me.
Lu, seu agradecimento só nos lembra de quão terna és.
Que delícia de indicação, adoro cozinhar, e tive que aprender receitas que sustentassem meu, prazer já que não como carne.
Bju, bju.
K.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...