segunda-feira, 14 de março de 2011

Casa de Espelhos ou De Ressaca

Eu já comecei e recomecei este post várias vezes desde ontem e, a cada tentativa, o tom muda. Alguém ja sentiu ressaca de felicidade? Eu sinto sempre. Foram dias tão intensos, foi tanto amor que recebi, tanta beleza me chegou, que hoje me sinto meio oca ou meio tonta, ainda não decidi.

Eu oscilo, muito, entre duas posições sobre o meu lugar de viver. Há dias - quase sempre - em que sei que meu lugar sou eu mesma e, no máximo, meus livros. Nestes dias o conforto é maior porque, por mais que eu seja mais larga que este corpo que sou, sinto-me bem em qualquer espaço. Mas há outros - ainda bem, mais escassos - em que eu noto, em dolorosa revelação renovada, que não me adaptei ainda à cidade que decidi morar. Sinto falta de tanta coisa, de ruas acolhedoras de tão íntimas, de banquinho certo pra ver o pôr-do-sol, de estar a um passo de tomar café com a amiga de sempre...esta inadequação dá uma preguiça de acordar às vezes. E é ela que potencializa (não justifica, mas potencializa) a importância que este espaço tem pra mim e a relevância de cada um de vocês que chega aqui e que vou aprendendo a amar e precisar. Sim, precisar porque eu não tenho medo nenhum de me vincular. Eu aprendi que, sempre, a beleza do amor que sinto e das amizades que vivo é maior que as dores das partidas e dos vazios. Sempre. 

E eu queria dizer - se alguém não percebeu ainda - que eu sou, mesmo, assim: de riso aberto (aí embaixo a prova). E o foco, ressalto, é menos no riso que no aberto. Tem espaço aqui, em mim. Pode entrar, puxe a cadeira, estique as penas, você é especial. Aqueles que passam de vez em quando, só pra espiar e deixar seu alô. Aqueles que vem diariamente me manter de coração aquecido. Vocês são porto, chegada, conforto. Vocês são minha casa de espelho particular e benevolente. Nunca sou tão linda quanto no olhar generoso de vocês. Este olhar generoso se fez palavras nos textos lindos que recebi de presente (sob encomenda). E, já aviso, viu Rita, quando for neblina em meu coração, posto de novo e de novo e de novo seu texto. E o olhar generoso chegou, também, em surpresas e abraços virtuais que me puseram em esfuziante alegria. Minha irmã ficou rindo de mim, dizendo que gastava um monte pra me dar um presente e eu ficava: "olha aí, eu ganhei um post!". Mas é verdade, olha aí, tem gente que gosta de mim a tempo de parar seu dia, seu blog, seu amor por outro time, pra me desejar coisas boas. 

Meu obrigada de novo à Glorinha e seu lugarzinho pra pousar as borboletas na fresta: O que seria dessa janela sem sua borboleta?

Um abraço pra minha irmã, melhor blogueira que eu mas infinitamente mais ocupada (ou preguiçosa): Carta Aberta a Uma Borboleta.

Meu comovido e rubro abraço à Clara Gurgel que teve a generosidade de me ver como sou: flamenguista. Um Post Rubro-Negro para Uma Borboleta.

E, ai, eu não sei se ela vai gostar, mas tenho que contar. Eu conheci, abracei, "xerei", fofoquei e fugi de uma borboleta com ela. E não dá pra não dizer: amiga, amiga, amiga. Com distâncias geográficas, com rotinas diferentes, com projetos diversos...amiga. De querer o bem, de sentir carinho, de saber que pode contar. Ela me vê por dentro e me revelou lindamente aqui: A Cor é Que Tem Cor nas Asas da Borboleta. Fiquei toda derretida.

Ele também me desnuda (não tive coragem de comentar isso lá, mas digo aqui, no meu rubro espaço). Fiquei nua em suas palavras, palavras generosas que me ofereceram, além dos presentes já listados, uma visão de mim que me faz feliz. Quem não deseja apresentar uma harmonia suspeita? Quem não se lisonjeia ao saber-se quente, terrosa e áspera tal qual o sertão? Está tudo aqui: Cantam As Nossas Almas.

E quando não me sinto em casa nem mesmo em mim, já sei que estarei em casa em vocês, minha casa de espelhos mágica e encantadora.

Estão Vendo as Obturações? Ou a Alma?


18 comentários:

Cáh disse...

Ai, como vc é linda viu!

Espero que tenha recebido meu email, ele foi tão pobre porque na verdade meu espírito estava pobre.

Mas vc é luz, vc é este sorriso de quem sorri tbm com os olhos, feito minha mãe! Tuas asas batem antes mesmo de bater, pra que chegue o vento antes no seu destido e tire as poeiras, todo o mundo quer se preparar pra ver vc chegar.

Tudo quer estar organizado pra te receber com o chá mais gostoso no sofá masi confortável.

Vc tem e recebe tanto carinho porque vc divide tanta coisa boa que não merece nada além de tudo perfeito e vibrante em troca.

Que tua alma continue de portas abertas. Sempre.


Um beijo

Caso me esqueçam disse...

"por mais que eu seja mais larga que este corpo que sou, sinto-me bem em qualquer espaço" que lindo! tu eh poeta demais, xara, puta que pariu! eh massa! e eh massa ver album de facebook cheio de dente! hahahaha

Long Haired Lady disse...

aquele fim de tarde foi bem especial, e sim pode contar comigo sempre e sempre.
aquela borboleta veio para nos abençoar, mas que posso fazer se tenho pânico! rs
e tudo, tudo mesmo que eu possa escrever não vai demonstrar meu sentimento e carinho por você…

beijo!

Belos e Malvados disse...

Tenho muito dessas ressacas emocionais também...É stress e ressaca. Alegria e ressaca e por ai vai.
Mais uma foto super bacana.

Menina no Sotão disse...

Nossa, esse post foi pra abraçara a alma e calar forte o coração. Que delicia. Minha manhã ficou mais colorida e sua alma carissima tem cores das quatro estações.
Ai que inveja que deu agora. kkkkkkkkkkkkkkk
passou
bacio

Atitude do pensar disse...

Lu, é o seu riso que não apenas vejo, mas sinto a cada instante nesse local de pequenos e grandes prazeres que é o blog de você, Borboleta nos olhos, nos lábios, na pele, na mente, na alma...
Esse sorriso que estampa sua vontade de viver - intensamente. Que nos impregna de quereres, entre eles o te querer. Perto. Bem apertada nos braços, e no coração.
São suas palavras - que insisto em dizer, expressão de quem és -, que me cativam por conhecê-la, ama-la, quere-la.
Novamente. Sempre.
E que estes abraços apertados sempre cheguem a você,
K.

Shuzy disse...

Quando cheguei na foto, nem lembrei mais do que você tava escrevendo.
=P

Esse teu riso fala. Transmite um sentir intenso, uma alegria sem fim. Você traz paz. A paz mais animada que já senti.

Rafa disse...

Isto é uma represália pelo meu noivado, é? Ciúme mode on de não ter sido lembrado neste post... humpf!

Falo mesmo hehe

Bj!

ALEX disse...

Não pude ir, mas me fiz presente em PENSAMENTO.

Conversamos, bebemos e até DANÇAMOS.

Um cheiro

Alex ramos

Rita disse...

Sua borboleta abusadamente linda, você é riqueza demais. Foi uma honra sem tamanho publicar um post aqui, você nem imagina. Obrigada, mil vezes.

Beijo
Rita

HG disse...

Linda, linda, linda...
Minha casa é sua casa... Pode entrar!
http://www.youtube.com/watch?v=zShHbuNy3lI&feature=related

HG disse...

Pode Entrar - Fafá de Belém
(Composição: Walter Queiroz)

A casa escancarada a lua alí
Meu cachorro nunca morde
Meu quintal tem sapotí
tem um roseiral crescendo lindo
Quem for louco ou for poeta
Pode entra r seja bem vindo

Aqui passa o bonde da Lapinha
Passa a filha da rainha
Passa um disco voador
As vezes ele gira para e pisca
Como quem quase se arrisca
A parar pra conversar

Mas não me sinto só tenho um vizinho
Que é um bebado velhinho que acredita no destino
Ele mora em cima do arvoredo
Ele tem muitos brinquedos
Ele sempre foi menino

Agora se voces me dão licença
Eu vou ver um passarinho
Que me chama no quintal
Depois vou me deitar para sonhar
E dançar com a cigana
Que eu perdi no carnaval

Ana Duarte disse...

Borboleta!!!
Que sorriso gostoso e que palavras...
Adoro sempre passar por aqui, mesmo que nao comente sempre!

Grande beijo e continue sempre...assim :-)

Escola Infância Feliz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danielle Martins disse...

Você merece gtodas as palavras ditas e não ditas... Beijinhos!

Anônimo disse...

Kkkkkk...essa frase final foi o máximo! li tudo, sempre leio..
sou tua fã

Mari Nepomuceno

Glória Maria Vieira disse...

MARAVILHOSA E LINDA AINDA É VOCÊ, viu Luh?! TXAAAAAAA QUE MULHERIO!:O

Tem nada que agradecer, viu?! Abro sempre minha janela pra você.

/tava sem net, por isso, só agora respondi, amor. :~

by Rapha C.M. disse...

Olá!É difícil comentar algo depois de tudo que li... Ainda mais sendo a primeira vez por aqui. Primeiro, prazer! Um enorme prazer de conhecer alguém como vc! Me vi em suas palavras, na cidade longe, em busca do mesmo pôr-do-sol, procurando aquele banquinho tão intimo... Em busca de amizades que preencham o coração! O meu espaço é novo por aqui, mas já encontrei grandes alegrias nessa blogosfera, descobertas preciosas, palavras que encantam o meu dia! E o borboletas foi uma delas... Então peço licença, pra fazer parte dos seus vôos, e poder apresenta-los a outros que como eu, adoram não só uma boa leitura, mas um carinho na alma!
BjOo!

E claro, seguindo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...