sábado, 12 de março de 2011

Amizade, por Joana Vasconcelos

Para a Luciana, em festa,
com transatlânticos parabéns 




Tenho falado muito sobre amizade, ultimamente. Que o digam as minhas filhas, destinatárias dos meus quase-sermões sobre o tema. Numa época em que um mero clique de rato nos torna amigos de alguém que jamais vimos, a quem nunca ouvimos a voz, de quem verdadeiramente pouco ou nada sabemos; num tempo em que por falta de tempo quase nos resignámos a acompanhar e a gozar os nossos amigos por e-mail, sms e telefone, importa saber do que falamos quando falamos de amizade. Porque mais que a forma ou o tipo de laço que com que nos vamos ligando uns aos outros - e são felizmente tantos, tão variados e tão intensos, surgidos de um surpreendente acaso, de uma imediata empatia, de uma progressiva descoberta - o que importa mesmo é a sua autenticidade e profundidade. Que é como quem diz que para lá do muito que mudou neste nosso mundo, permanece inteiro o significado da amizade. 

Quem me conhece sabe o quanto gosto de provérbios e como constantemente os uso, em casa e nas aulas, para sintetizar uma ideia, reforçar um ponto, rematar uma tirada. De forma sempre expressiva e tão terra-a-terra quanto sabiamente comprovada por séculos de experiência. Foi por isso que decidi oferecer alguns a esta minha amiga virtual, pelo seu aniversário. E também a todos os que aqui a festejam, porque os amigos dos meus amigos, meus amigos são.

Começo por um que me encanta: o amor é cego, a amizade fecha os olhos. Só mesmo os nossos amigos, para nos conhecerem no que temos de melhor e, sobretudo, de pior… e ainda assim gostarem de nós. A amizade é feita de tolerância e de aceitação: os defeitos do amigo, lamento-os e não os maldigo. Mas também de respeito e de realismo, que às vezes mandam separar as águas: as boas contas fazem os bons amigos e, claro, amigos, amigos, negócios à parte.

A amizade constrói-se. Com entrega e dedicação: os amigos e os caminhos, se não se frequentam ganham espinhos. E acima de tudo com verdade: quem me avisa, meu amigo é. Certo é que a passagem do tempo só a melhora: amigo, vinho e café, o mais antigo melhor é.
 
Por tudo isto, a verdadeira amizade a tudo resiste. Supera, é sabido, as mais duras provas: é na adversidade que se conhece a amizade, que é como quem diz que é nos tempos maus que se conhecem os amigos bons. E não acaba nunca: a amizade é como a urze, uma flor que não morre, pois amizade que acaba não era verdadeira.

Os amigos mudam a nossa vida. Para muito melhor: quem tem amigos é rico. Mesmo que não sejam muitos - e naturalmente não o serão. Nisto da amizade, como em tanto mais na vida, vale mais a qualidade que a quantidade: amigos e livros, querem-se poucos e bons. Há que ser criterioso e exigente: a sorte faz os parentes, a escolha os amigos.

Sabe o que mais gosto neste texto que leio e releio?
É que a Joana podia ter escrito o que quisesse de simples e ia ser comovente.Podia dizer o que é a amizade ou que sente amizade por mim e, voilà, uma Borboleta esvoaçante e satisfeita.
Mas não, Joana se deu ao trabalho de pensar, de coletar ditados, para compor, lógica e atraentemente, seu presente.
E isto é das coisas que mais me fazem feliz de a ter entre os amigos: Joana é generosa. Generosa com seu tempo, com sua alegria, com seu olhar.
Obrigada parece pouco mas, acompanhado por um caloroso abraço virtual, até melhora.


Foi uma linda  festa, esta que se passou aqui.
Possível, apenas, pela gentileza com que me tratam 
Rita, Lu Guedes, Teresa Font, Xará, Rafa, S. e Joana.
A cada um deles, o meu mais sorridente obrigada .
Disse a Joana: os amigos e os caminhos, 
se não se frequentam, ganham espinhos. 
Aprendi:que venham sempre, 
pra termos - sempre - bela estrada.


Fora a "festa oficial" - porque celebrar é bom de todo jeito - 
recebi mimo da Glorinha e, hoje,
um post surpresa da minha irmã.
Lindo texto! Sim, rimos juntas cada vez mais...
Obrigada, mana.

11 comentários:

Allan Robert P. J. disse...

Assim como a Joana, tenho o hábito de fazer longos sermões às minhas filhas. Não adianta nada, eu sei. Melhor o exemplo.

Assim como a Joana e você, prezo muito a amizade. Mas aquela verdadeira, inoxidável no tempo e gratuita. Desejo que você colecione muitas amizades, sempre.

Desejo que Este dia seja tão especial que você nem tenha tempo para ligar o pc. Feliz aniversário!

:D

HG disse...

Lu, amada... Bom poder chamá-la AMIGA. Hoje, mais virtual, mas sempre real!
Te amo!
Bjs

Long Haired Lady disse...

A voz do povo é a voz de Deus.

algo me diz que você terá mais surpresas…
beijos estalados de parabéns!

Belos e Malvados disse...

Feliz aniversário, Lu. Tudo de bom para você.

Rozane disse...

bem, ler assim, outra a pessoa a dizer sobre tudo isso que é a amizade cultivada, digo, estou feliz, pois vou vê-la e cheirá-la. Eu te amo.

Teresa Teixeira Motta disse...

Muitos Parabéns, Luciana!!!
Que este seu dia esteja a ser fantástico com tão bonitos presentes de amigos e com a alegria a que nos habituou aqui neste seu blog e no cemitério onde tão bem comenta!

Palavras Vagabundas disse...

PARABÉNS!!!!!
Dizem por aí que quando uma borboleta bate as asas pode mudar a face do mundo, meu desejo nesse dia é que seu bater de asas só traga a aegria junto aos seus.
bjs carinhosos
Jussara

Lilian disse...

Oi, borboleta!!!


Passei com atraso mas li tudo o que foi escrito durante a semana. Amei o presente do dia, repleto de vermelhinhos sobre os amigos, como se fossem pequenos bilhetes deixados por todo canto. Combinou perfeitamente com seu lugar, que coisa bacana!

Celebre seu dia, abrace a todos os amores que estiverem por perto e pense com carinho naqueles que estao longe. Foi lindo, o resultado de sua semana - seu cofrinho estara cheeeio de sorrisos para gastar ate o ano que vem!

Feliz aniversario, que Deus te abencoe e te guarde hoje e nos outros dias.

Bjus,

Lilian.

Anônimo disse...

Oiiiiiiiiiiiiiii, tô aqui! Sou uma borboletinha.. a Mari \o/ muito feliz por dividir esse dia contigo..todo mundo sabe que sou tua fã. ATé a mãe do Felipe perguntou: já entregou pra Luciana (o imã)? Ela mesmo respondeu: Claro né! kkkkkkkkkkk

Turmalina disse...

Foi mesmo uma comemoração de Diva!!!
São lindas as palavras da Joana...mas elas só estão aqui porque você existe e é como é.Continue sempre essa pessoa atenciosa, amiga e com um sorriso lindo no rosto!
Beijos e muito obrigada pelo imenso prazer que é ser sua amiga :o)

Atitude do pensar disse...

Acho que já disse que, graças a você, tenho repensado quanto as comemorações de aniversário e outras.
Para amigos somos capazes de nos revelar.
É engraçado que para eles distribuimos muito mais paciência do que para os amantes.
E ainda, há aqueles amigos que nos convidam pela sua fragilidade - com a qual nos identificamos -, e não suas qualidades.
Atrasado, mas com desejos bons, deixo abraços apertados de aniversário.
K.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...