quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Hoje Não

Eu queria escrever um bom post. Ou, pelo menos, escrever alguma coisa. Porque sei que sentirei falta, amanhã, dos comentários espirituosos ou carinhosos ou sagazes que vocês costumeiramente me presenteiam. Mas não consigo. Há muita angústia e nenhuma palavra. Prisioneira da liberdade de dizer qualquer coisa, eu não tenho nada a dizer, a não ser, talvez, sorry. Lamento. Desculpem. Eu não consigo fazer nada. Não consegui fazer meus programas de disciplina. Não consegui ler o texto da qualificação de tese de uma amiga que conta comigo. Nem consegui dar minhas sugestões pra metodologia de outra amiga muito, muito amada. Não consegui terminar o artigo em que estava trabalhando. Não consegui sequer cadastrar livros nem publicar o post diário sobre a biblioteca no Olhos da Borboleta. Não fiz, não consegui. Hoje, dia normal, coisinhas miúdas feitas na casa da irmã, mas uma enorme impossibilidade de seguir. Não fui, não fiz. Não, não, não. Fiquei presa na dor de uma menina/mulher tão querida. Fiquei presa na saudade de pessoas queridas. Fiquei presa nas dúvidas de um processo de mudança que não termina. Fiquei presa na preocupação de contas muito maiores que o salário. Fiquei presa em sentir. 

No mais...
Eu assisti Law&Order SVU e só tenho isso a dizer: o Jeremy Irons estava lá e ele é impressionante.

A Rita escreveu um post lindo pra (sobre?) mim. Vocês não leram? Chama-se Esvoaçante. Eu gostei tanto! Um obrigada cheio de carinho, sua linda (tive uma idéia: já que não tem nada pra comentar aqui, vocês bem podiam comentar , hein, hein, hein?!?).


Quanto a você...
"Quando sinto saudade 
não é porque a pessoa está longe
mas porque ela está dentro"
(Marla de Queiroz)

É onde você está: bem dentro de mim.

15 comentários:

Júlio César Vanelis disse...

Oi madrinha... Só to passando para dizer que suas desculpas estão mais que aceitas... Eu sei exatamente o que você tá sentindo... Eu tbm não consegui fazer nada hoje, não sei porque (no meu caso, pode ter sido preguiça mesmo... xD)...
Mas enfim, vou lá no blog Rita ver o que ela escreveu sobre você... xD

Um beijão, madrinha... até o próximo

Long Haired Lady disse...

borboleta é assim mesmo, livre para voar, livre para sentir e pousar onde quiser, mesmo que seja para repousar...

beijo!

Atitude do pensar disse...

Lu, detesto quando me sinto assim: impedida de fazer...mas são momentos que apesar de se mostrarem desnecessários tem sua funcionalidade/utilidade - só não me pergunte qual.
Um dos pontos importantes é que mesmo sem fazer, você não deixou de ser: borboleta livre e que está permeada de sentires - mesmo que entre eles encontre-se as saudades.
Falando nela, ontem estava conversando com um amigo que não acredita na dita cuja, pois para ele, quando a sentimos, nossa única atitude deve ser a de proclamá-la aos ouvidos da pessoa que deixou o aperto.
Vou lá dar uma olhada no "Esvoaçante".
Abraços bem apertados,
K.

O Divã Dellas disse...

Nos disse tanta coisa e ainda fica dizendo qeu não tem nada pra escrever?
Esse post já valeu!
Grande abraço,
Cinthya
http://odivaadellas.blogspot.com

Cáh disse...

Linda, linda borboleta!

Lugar de borboleta não é aí, acanhada, triste, vazia... é no alto, no azul, na imensidão, cheia de luz, cheia de vida e de cores.

Borboleta, vc tras tanta paz pro meu coração... é tão nobre tuas dores que eu até me sinto injusta em sentir qualquer coisa.

Um imenso beijo, cheio de luz pra vc!

Paulo disse...

Ah, minha querida... não precisa se desculpar não!

Acho que todos os blogueiros tem esse momento, em que tem tanto à dizer, mas não tem a vontade, os dedos não obedecem em cima do teclado.

Tire o dia para você hoje! Sem pensar em preocupações, compromissos, cobranças... coloque seu cd predileto para tocar e aproveite, que tal? Quando tenho meus momentos de stress, sempre faço isso, volto renovado!


beijo!

HG disse...

Mas fizeste tanto!!!!

Danielle Martins disse...

Fica bem! Quer dividir colo comigo?
Bjinhos!

Drixz disse...

Borboleta tem que voar, ver o sol, respirar o ar da manhã e recuperar as forças. Vamos, borboleta! Todos queremos voar com vc.

Espero que tudo passe, de verdade!

Beijo grande!

Rafa disse...

Quando não dá pra fazer nada, a gente se dá este direito: senta (se tiver rede, deita que é muito melhor) e espera passar... fica só sendo.

Ah e lembra que tem gente por este brasilsão e alhures que te ama, inclusive este que vos escreve.

Bj

Dai disse...

Fica bem. Às vezes silêncio e imobilidade são o que mais precisamos. Mas se quiser bater asas, hoje, em algum lugar mais ao norte da cidade, já sabe que te esperamos.beijo,

Gui disse...

Oi? Esqueci que você tem uma meta de produtividade blogueira como na INDÚSTRIA.

Ei, marida, tá Shakira hoje? Não precisa se desculpar, veja bem, eu só me desculpei porque passei 3 semanas sem postar! Mesmo quando você não consegue você vem e posta, olha como é linda!

Fique tranquila, seus leitores gostam mais da blogueira do que do blog. Se o blog é um reflexo do que você está sentindo ou querendo falar, quando você não posta, só mostra que não está preparada pra compartilhar ou não quer falar nada hoje. E todos temos esses dias, não é?

Beijo enorme!

Cáh disse...

só pra te dizer, que eu é quem fica agradecida demais pelo convite!!!!


será uma honra...

um grande Beijo

Lílian disse...

Eu disse que era demais por hoje... Mas continuei a ler e percebi tantas vezes já vivi esse "não consigo", impregnado de saudade!

Então decidi que vou copiar esse trecho de poema no meu facebook. Ok, seria um tipo de plágio, mas farei questão de dizer que o encontrei em seu blog.

Mais abraço, senhorita Butterfly!

S. disse...

eu te amo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...