quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Salto 15

 Quem disse que a vingança é um prato que se come frio não entende de culinária ou estava com tanta fome que comeu umas palavrinhas. Eu sei, já provei: a vingança é um prato que se come de cabeça fria. Hoje me regalei e ainda estava bem morno, posso garantir. Foi delícia. Mais claramente: a vingança foi delícia, o prato foi passável (e essa frase - claro - é a sobremesa). Eu já disse aqui que não sou uma pessoa boa, nem adianta menear a cabeça em recriminação. 

Eu sei que não é educado, mas o que posso dizer? Gostei demais do olhar passando de satisfeito a interrogativo, daí a inquieto, depois ansioso, a seguir assustado e, por fim, desejoso. Gostei de ouvir todos os inúteis argumentos e acompanhar as ineficazes artimanhas. Gostei de menear a cabeça, sacudir os ombros, dizer não. Gostei, especialmente, de apreciar a hora exata em que ele tudo compreendeu e logo negou-se o entendimento e fixou-se na ligação que não existirá. Gostei, gostei, gostei. 

Gostei de ir embora em salto 15.




E tudo isso não passa de ficção, afinal a minha vida é mesmo "uma história contada por um idiota, cheia de som e fúria, sem significado nenhum". Depois alguém ri quando eu digo que só me acontecem coisas surreais. Pois é, como se diria no Auto da Compadecida, só sei que foi assim.

12 comentários:

Júlio César Vanelis disse...

NOSSA...
ADOREI... kkkkkkkkkkkk
"A vingança é um prato que se come de cabeça fria"... Caralho madrinha, que frase perfeita... kkkkkkkkkkk

Disculpa o palavrão, pura força de expressão...

Um beijo Madrinha... Vc animou meu fim de noite...
Até o próximo...

Rosa Lopes disse...

Eu acredito muito na justiça, principalmente na justiça de poder vingar-se.
Coração limpo e alma lavada.
Mas isso é segredo, ok!
Bj

Allan Robert P. J. disse...

A vida tem dessas coisas. :)

Caminhante disse...

Eu não conheço, não estava lá, mas senti que foi delicioso...

Atitude do pensar disse...

Quantos será que acreditaram que você não é boa?!
Poucos, eu acho.
Eles nunca acreditam, precisam ser iludidos por suas expectativas. Para mim: Quem é inteiro e não apenas parte, não pode ser somente bom.
Aliás, o que é ser bom atualmente?
Bjus!

Clara Gurgel disse...

"Quand sou boa, sou boa...mas quando sou má, sou melhor ainda!"

Gui disse...

"Porque eu sou linda, absoluta, eu sou a borboleta!"

Adoro. Já te falei né?

S. disse...

ai, amiga...ai...

Caso me esqueçam disse...

taih: post sobre vingança quando todo mundo tah falando em paz... hahahaha

Menina no Sotão disse...

Eu já tinha lido hoje pela manhã, mas o dia estava se arrastando a minha volta com tantos sons e movimentos que eu precisei me abandonar.
Sei lá, eu concordo com vc, acho que vingança é um prato adocicado, coberto com chocolate ao leite e com algumas gotas de licor de cereja. Daquele que escorre pelos cantos da boca e depois a gente passa o dedo e chupa.
Eu não sou boazinha, odeio gente assim, que se faz de doce, meiga e no final das contas: te ferra.
Se bem que eu devo confessar que nunca me vinguei de ninguém, então considere apenas palavras e não ações de fato. Mas um dia eu me canso e miro no coração. Se atirarei são outros quinhentos. rs
bacio

Mari Biddle disse...

Borboleta, esse seu texto acabou de acender a mocinha vingativa que mora em mim.


Amei!

Beijos.

Rafa disse...

Um bom salto 15 é tudo nestas horas... Bj!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...