terça-feira, 13 de julho de 2010

Sobre encontros e outros risos...


Cheguei. As caixas e a vida continuam aqui. Estavam me esperando com suas perguntas de sempre. Hoje, só tenho uma resposta: S.
Devo confessar, eu não tinha dúvidas. Desde antes é um desde sempre? Pois eu sempre soube. Soube que ia te amar, porque você é tão amável na sua alma que você precisa dizer cínica pra ultrapassar os dias e as dores. Cínica, então, brindemos a isso. Tão amável na sua sinceridade que você precisa chamar silêncio pra ser atravessada pela vida que assusta. Tão amável na sua coragem. Tão amável na sua beleza. Tão amável nas suas perguntas. Inquietemo-nos.
Eu gostei de tudo. Das igrejas, das flores roubadas que vieram comigo na minha necessaire (que comprei apenas para ir te ver), do riso, das conversas infindáveis, das cervejas, dos silêncios, do doce, do porco, dos corredores de banheiro (que lugares tão inexplicavelmente mal utilizados anteriormente), do café e mais café e mais café, das tuas amigas que eu quero bem por elas te quererem bem. Gostei de gostar de você.
Estar com você foi muito certo. Muito fácil. Eu não sou só bondades, amiga. Eu sou um oco do mundo, negros abismos, dores que antecipo. Minha mala é pesada não de passado mas de antigos futuros. Mas quem anda à beira do abismo se acostuma com a vertigem. Fui me tornando, então, a menina com uma flor, nas vozes dos que já me amaram. E me tornei de novo no seu tão gentil carinho.
Gosto de girassóis. Eles têm a certeza do outro dia. São estabanados demais para serem flores. Gosto dos grandes amores. Eles também têm certezas e dias e outros. E eu sou estabanada demais para amar, mas insisto. Gosto de você. Venha. Sejamos meninas. Ou não. Com flores. Ou velas. Com cortes e palavras demais. Amigas.

5 comentários:

Lori disse...

Que bom q vc voltou! E pelo visto inteirinha!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Agora é o jeito vir pra cá nos contar todos os detalhes.
Bjs

Danielle disse...

Espero ansiosa pelos detalhes!
Dia 17 uma palhinha e dia 07 um intensivão! kkkkkkkkk

Rafa disse...

Oba! Encontros: quando a vida sempre vale a pena. Bj!

S. disse...

Breve chego. fungo no lençol da minha preguiça pelas palavras tão amarelinhas e lindas à meu respeito...
amor muito e já saudades.

Borboletas nos Olhos disse...

Lori e dani, foi tudo tão bom que nem sei se tenho palavras. Mas conto o que der, tá?
Rafa, foi um prazer te encontrar. A vida vale a pena.

S, to na espera...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...