segunda-feira, 5 de julho de 2010

Outra lista

Quem gosta de musicais? Eu. Os musicais me lançam num êxtase difícil de ser repetido em outras experiências. Se me pedissem um Top 10, eu não conseguiria listar. Há tantos queridos e sempre revistos e há ainda outros que já nem recordo os nomes, são apenas inspiradoras lembranças de pernas, cores e grafismos, formas geométricas perfeitas feitas de som e gente. Os musicais me arremessam em um mundo de encanto e possibilidades. Um mundo de extrema civilidade. Como me apontando o que não, não terei, acabou-se, findo, perdeu-se. Nem gosto do Ashley Wilkes e nem lamento o que ele lamenta, mas entendo sua dolorosa nostalgia ao pensar em todo um mundo de graça e beleza que se foi. Os musicais são bons pra minha alma. Há aqueles que, não sendo os preferidos, são os mais lembrados. E, entre esses, há o musical que tudo deu certo: protagonista, trilha sonora, roteiro, fotografia - The Sound of Music ou, como me acostumei a pensar, A Noviça Rebelde.

Não foi a tristeza que me fez lembrar esta canção*, mas seu contrário, a alegria. Ou ainda, agregar, toda contente, um ou dois itens na minha já extensa lista de coisas favoritas. Uma das minhas favorite things, claro, é o filme Noviça Rebelde (The Sound of Music) e, redundantemente, a sua espetacular trilha. E, o que me faz mais saltitante em relação a isso é que, desde a primeira vez que vi esse filme, eu soube que o amava e que o mundo era um tantinho menos cinza por ele. Eu tenho uma qualidade: saber que estou sendo feliz. Eu não sei a felicidade por cima do ombro, a lembrança de um momento que foi tão e já não é mais. Eu não, quero é uma realidade inventada**. Então poder dizer: quando o cachorro morde, quando a abelha pica, quando estou me sentindo triste, eu apenas me lembro das minhas coisas favoritas e então não me sinto tão mal, é das mais sinceras frases que me atravessam.

Tenho muitas coisas favoritas e é até difícil fazer uma lista:
- Foguete na voz da Maria Bethania;
- deitar na cama da minha mãe com o resto da familiarada (familharada?) se aglomerando ao redor;
- abrir uma lata de coca-cola;
- cheirinho de bebê novo;
- abraço do meu filho (não importa que ele seja duas vezes o meu tamanho, é ainda meu bebê)
- banho de piscina com minhas amigas mioletes;
- dançar forró, aliás, dançar;
- assistir desfiles da Mangueira;
- gols do Mengo;
- mergulho no mar;
- salão de beleza;
- escurinho do cinema;
- cheiro de cebola sendo refogada;
- banho de chuva;
- viajar;
- comprar livros;
- blogs;
- o ir e vir do mar;
- violão;
- ouvir música no carro tão alto que balança a carroceria;
- abraço apertado;
- pangolar de carro com algum irmão;
- café, café, café
- receber carta, email, mensagem, receber quaisquer palavras;

Quase tão difícil como parar de escrever nessa lista é deixar de ouvir a canção***...




* My favorite things, da trilha sonora da Noviça Rebelde;
** Clarice, claro
*** Não é uma graça essa legenda? Só encontrei assim...

11 comentários:

Dona Mila disse...

Raindrops on roses and whiskies on kittens...

Adoro esses filmes - musicais ou não - com mensagens otimistas. Mesmo quando tudo está uma merda sem tamanho, você pode lembrar das coisas favoritas (e simples, percebe?), ou pode ver o lado bom até de tarefas chatas (vide Mary Poppins - just a spoon full of sugar helps the medicine go down).

Adorei (mais) este post. Vou tomar um café e brindar a você. :)

Dona Mila disse...

corrigindo, whiskers...

Lica disse...

kkk, a legenda é show

Anônimo disse...

Luciana, que maravilha de lista!

Ai os abraços todos de que fala e o cheiro dos bébes e o mar e os livros novos ...

E que divertido monte de coinciências, do título ao conteúdo ... veja só ... http://www.etudogentemorta.com/2010/01/these-are-a-few-of-my-favorite-things/

Um beijo
Joana

Borboletas nos Olhos disse...

D. Mila, brindemos à nossa capacidade de rir, inclusive de nós mesmas...

Lica, realmente a legenda é espetáculo, vale demais....

Joana, quase não paro de rir. Que delícia coincidir contigo.

Insana disse...

Curto varias musicas por motivos diferente e pessoas diferentes.
Mais tem uma é “Pra mim”
Cássia Eller . Malandragem
Quem sabe eu ainda sou aquela garotinha, cansada das minhas meias ¾.
aiai

Bjs
Insana

S. disse...

Vc TTTTEEEEMMMM que assistir apenas uma vez, n deixa de ser um musical, ora pois. Beijinhos

Borboletas nos Olhos disse...

Insana, também eu amo várias canções, mas pra mim, pra mim mesmo, tem que ser na voz da Bethania...

S. prometo ver, quem sabe no fim de semana? A mala ja está pronta...

Hertenha Glauce disse...

Musicais???
AMO!
Não à toa montei três... um primeiro mais clássico JOÃO E MARIA, segundo mais pro jazz, blues e soul A CIGARRA E A FORMIGA e um terceiro, como o próprio nome denucia... A BELA E A FERA ÓPERA ROCK... Mas não posso deixar de citar meu amor incondicional pelo FANTASMA DA ÓPERA, em todas as versões e possibilidades, mas claro a versão com Burt Lancaster é Única!!!!

Contra a Maré disse...

Nunca curti musicais e nem sei como algupem gosta kkkkk, mas eu sei que vcs gostam então, desejo muitos bons musicais a vcs e não me chamem para ver 1 rsrsrsrs

Borboletas nos Olhos disse...

Mas, amigo, musicais não são, realmente o tema do post não acha? depois eu li e vi que foram uma desculpa pra falar das coisas que gosto. Gosto da companhia de voces, por exemplo. Tô morrendo de saudade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...