quarta-feira, 23 de junho de 2010

Lista das mulheres que gostaria que fossem minhas irmãs...e dos homens que Deus nunca permita tal coisa II

Há homens que mexem com a alma, há homens que bolem com o corpo e há os que, valha-me Deus, brincam com a imaginação. De nenhum deles quero fraternidade, porque fraternos não são meus desejos. Desses que invadem a alma, há os personagens dos livros que, meio íncubos, vêm baralhar os sonhos. Não valem. Aqui só os que têm base material. Os que poderiam fazer a carne tremer em expectativa. Os que têm mãos pra me desvendar sem mapa. Não poderiam ser irmãos, porque os vejo e me falta o ar, já pensou morrer sufocada?

Brando - ele é o meu tipo. Certo, certo, deve ser o tipo de quase todas as mulheres. Como eu disse uma vez, basta olhar pra ele e todas as boas intenções se retiram, ressabiadas, e ficam só as outras. Ele é um espanto. Uma força. Uma beleza. Com ele, cama e mesa.


Came, Marcello - na dúvida se é o queixo, o sotaque ou o jeito de olhar. A vida me seria doce se eu o provasse. Hipnótico. O sim é que eu não diria não.




Bogart - além do óbvio plus que seria ser cunhada do Manuel, Bogart é cama, mesa e banho. Tudo, tudo me agrada. O ar blasé. Canalha, rodrigueanamente canalha. Mas que jeito de tocar uma mulher! Sempre, sempre tenho vontade de recostar-me em seu peito e suspirar.

Chico Buarque de Hollanda - não, não é pelos seus olhos, qualquer que seja a cor deles. Ou não é só. Não é pelo jeito tímido e meio desconfiado. Não apenas. Não é pela escrita dizer sempre e precisamente o que deveria ser dito ou cantado. Não somente. É porque eu poderia me perder nos olhos, no jeito, nas palavras.


Totti - representando todos os homens que permeiam meus esportivos anseios e colocando lenha nos estereótipos. Mulher não gosta de futebol? Eu gosto. E gosto muito, muito, dos que tem poesia no corpo.




Nino Belvedere - é o jeito que ele olha pra Norma. Como se, como se, como se...não sei dizer. Só sei que a inveja me rói. Eu quero, anseio, ardo por um olhar assim. Eu acho sexy um amor da vida toda.

Sidney Poitier - A primeira vez que o vi foi em Ao mestre com carinho. O rosto simétrico. O rosto sério e a luz do inesperado sorriso. Desejei que ele fosse meu professor. De qualquer coisa. Continuei querendo. Ele podia vir pra jantar sempre que quisesse.




São sete. Ah, sete é o número do infinito?




16 comentários:

Joana Vasconcelos disse...

Luciana, adorei! Que fantásticos, o texto inicial, as sete maravilhas seleccionada e os motivos de cada escolha – se bem que qualquer um deles dispensasse qualquer explicação….

Durante a tarde, enquanto trabalhava, fui pensando na minha. Ainda está um caos, mas é, há-de ser, diferente ... lembrei-me do Chico Buarque. E também do Sidney Poitier, se bem que por estes lados, o Denzel Washingrton esteja bem mais cotado … :)

Borboletas nos Olhos disse...

Ai, Joana, nem fale do DW, sinto-me quase má a tratá-lo como um objeto de meu deleite (só no pensamento, claro). Mas não nego minha preferência pelos clássicos, sou uma tola saudosista...

Anônimo disse...

Oito é o número do infinito.
Falto lá eu, está visto!

Benedito

Borboletas nos Olhos disse...

Como pude esquecer? Falta gravíssima, logo repararei com um post exclusivo, lhe agrada? é reparação suficiente?

S. disse...

Ah, esses homens! ai...ai...
o mundo é bom muitas vezes, sister.

Borboletas nos Olhos disse...

O mundo é bom, sister, não sei se nós somos...

Hertenha Glauce disse...

O mundo é bom? Nem sei!
Mas que estes homens são... ah, não tenho dúvidas!!!
Adorei a lista e acho que sobrou italianada.... porque será?!
Embora adorando e respeitando os escolhidos e os motivos, me lista só teria dois da sua: Chico e Marlon.
Ai, ai, ai...

Borboletas nos Olhos disse...

Hertenha, aguardo sua lista lá nos Estrangeiros, vá tratando de providenciar...

Dona Mila disse...

Adorei a marcação do post: "chupando drops de anis". :)

Gabriella M. disse...

kkkkkkkkkkk Amei!
Vou já copiar tua idéia, posso, posso? deixa, deixa!
amei mesmo, mt brilhante.
Claro que, nossos tipos não são exatamente iguais né. mas deixa pra lá, o que vale é a intenção.
O que vale é o gosto do sonho... kkk

Borboletas nos Olhos disse...

Cara Dona Mila, se a debora quer (kerr, rsrs) que o gregory peque (peck) quem sou eu pra dizer que não?

Borboletas nos Olhos disse...

Gabi, a idéia nem é minhas mas não só deixo como exijo que trate de fazer sua lista agora mesmo..

Insana disse...

Você fez uma otima seleçao do que há de melhor e definil bem cada um..

bjs
Insana

Borboletas nos Olhos disse...

Obrigada, Insana, mas é tão fácil elogiá-los,rsrs

Turmalina disse...

Gostei um tanto de suas duas listas e particularmente dessa segunda.Bem lembrado o Marcello :o)

Borboletas nos Olhos disse...

Turmalina, obrigada pela visita e gentis palavras. Não preciso lembrar o Marcello, eu nunca o esqueço, rsr

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...