sexta-feira, 9 de abril de 2010

Una Giornata Particolare ou O Rio de Janeiro continua lindo...

Esse filme, tem duas das maiores interpretações que já vi, Marcello (meu marcelo de sempre, meu e de Anita, vá lá) e Sophia Loren, brilhantes e despojados de seus louros usuais. Sofridos. Impotentes. Trágicos. Suavemente belos. O que mais gosto no filme - e não só eu, zilhões de críticos, cinéfilos, apreciadores, passantes de ocasião, etc. - é a capacidade de individualizar temas e situações ao mesmo tempo em que se apresenta um quadro crítico e profundo da história. História e histórias se entrelaçam. Há um drama humano único e uma História plena e universal e os dois são lados de uma mesma moeda. Pior são o mesmo lado, porque do outro estou eu.
A propósito de quê esta lembrança? As chuvas no Rio de Janeiro que me tiram o sono. Tanto sofrimento, tantas perdas, tantas mortes. São enormes e incompreensíveis estas dores. E tem aquela dorzinha miúda, quase tímida de existir por sua irrelevância, mas ela insiste. A dor de perder as cartas de amor do namorado, a dor de perder a coleção de discos de vinil, a dor de não ter mais aquela cantinho que você passou anos arrumando pra ficar com a sua cara, a dor, a dor, a dor. Eu me comovo e sofro com todas. Com o grande vazio que é perder a esperança, como definiu uma sobrevivente que não encontrava seu filho de seis anos, "é muita terra sobre meu menino". Com a devastação emocional de não ter referências materiais de toda uma vida vivida - fotos, livros, discos, casa, vizinhos. Com as pequenas inconveniências cotidianas que parecem tão enormes para não se sentir o que realmente dói e atormenta. Com as histórias de cada um, eu só penso isso: cada um que ama, sonha, come, dorme, tem ciúme, beija, ri, igualzinho a mim, a cada um deles agora só fica um enorme silêncio de não poder dizer tudo que falta.

PS: Uma sensível, inteligente e muito mais completa abordagem desse filme encontra-se aqui: 50 anos de filmes.

Um comentário:

Lica disse...

eu queria deixar o meu silêncio como prova do meu luto, mas aí tua ia pensar que eu não li...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...