quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

C'est si bon de partir n'importe oú (VI) ou Minha Paris

A minha Paris,estou bem certa disso, não é a dos monumentos imponentes, embora, eu reconheça, são mesmo impressionantes. A Te toda iluminada é digna de nota, a Catedral de Notre Dame, o Louvre, os Jardins famosos, os palácios...tudo isso emudece uma pessoa. Mas a minha Paris, aquela que realmente me enleva, é a Paris do "mei da rua". Explico aos não cearenses. O que gosto mesmo em Paris é simplesmente ver o tempo passar. Gosto de ver as pessoas nos ônibus, sua elegância discreta, gosto das crianças brincando nas praças, saindo correndo de um grande palácio de exposição, gosto da idéia da bodegona (também conhecida como La Grande Epicerie Paris - http://www.lagrandeepicerie.fr/#fr-FR/home), gosto das árvores com seus galhos secos cheios de promessas de deslumbramento, gosto do cheirinho de pão e doce e manteiga quando se passa diante de uma boulangerie. Minha Paris é andar e pegar chuva, uma chuva fininha que nem parece molhar, são as luzes acesas em discreto brilho. Minha Paris tem partes que só imagino, tem Lidos e Moulin Rouges em plenos anos 30, 40. Minha Paris é de antes da guerra e, loucamente, é também de depois de Casablanca. Minha Paris é de cenários pintados, rostos pintados, gatos pintados em postais que pregarei nas paredes de meu escritório...
Minha Paris é meio embaçada pois a olho sempre com olhos marejados, é uma Paris que vejo com um mapa na mão e as lembranças de filmes sessão de gala na outra. Como esquecer de Gene Kelly sendo tão americano em Paris? Como não se sentir Audrey e pousar em escadarias? Como esquecer tangos e outras danças que Paris parece acolher de forma blasé? Minha Paris tem materialidade externa mas é só minha em sentimentos, cores e sabores, minha Paris não é exatamente eterna, mas constante, ela estará lá, sempre, mas agora está também aqui. Minha Paris é Catherine Deneuve, Bardot, Emmanuelle Beart, Juliette Binoche, seja livre e azul, seja onde uivam os ventos, seja ainda comendo chocolate. Minha Paris é viagem repousante e bela, singular, iluminada e feliz. Minha Paris é meu sorrir.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...