domingo, 7 de fevereiro de 2010

C'est si bon de partir n'importe ou (IV)

Rodin... que intensidade, que paixao e, claro, que beleza. Confesso que vivia com um pe atras em relacao a Rodin por causa de minha amiga Camille. Fazer o que, ne? Mas passear naqueles jardins e quase tocar tanta forca (com cedilha), tanto movimento feito materialidade...eu tive que me render. Quando eu digo quase tocar eh quase mesmo, mas tinha gente pegando, tinha crianca esfregando a mao, uma esculhambacao comparado com o Louvre. Serio, la parecia a casa da mae Joana, no bom sentido, no melhor sentido possivel. La, todo mundo se sentia a vontade. A arte ali era quase trivial. Natural. Ainda mais que hoje era visita gratuita, entao tava cheio de parisienses com netos, filhos, uma festa. O pessoal falava alto, era coisa bonita de se ver e de se ouvir. Domingo em Paris eh coisa realmente digna de nota. O mais fascinante nao eh a grandiosidade dos monumentos mas o encantamento do "mei" da rua. Criancas de patinete, skates, bicicletas, maes correndo atras de meninos reincidentes, avos sentados nos bancos a pastorar os netos, pessoas e mais pessoas visitando museus, exposicoes, gente fazendo fila na porta dos cinemas. Hoje foi especial. Bati perna pra caramba, entrei na maior cara de pau na Louis Vuitton, fiz compras na Champs-Elysees, deitei e rolei com meu mapinha. Andar de onibus aqui eh um espetaculo. Um dia escrevo so sobre isso. Voltando a Rodin, devo dizer que conhecia as obras classicas de ilustracoes, fotografias, etc e devo confessar que nenhum destes registros faz justica ao talento do moco (com cedilha, tambem). Estou muito feliz de ter tido esta experiencia. Feliz de sentar em uma praca e escrever num caderninho pra minha amiga. Feliz de ver pombos em revoada. Feliz de ver uma pontinha de azul num ceu cinza. Feliz de ouvir vozes em frances, japones, italiano todas em alegre deslumbramento. Feliz de passear em um onibus que anuncia paradas e avisa em quanto tempo se chega ao destino. Feliz, feliz, feliz. Feliz em Paris, em Roma, em Veneza, feliz dentro de mim.

3 comentários:

Paulo Roberto disse...

Hehehe !!! Tô feliz também !! Museus de graça aos domingos...lembra? Ei, tu vai a Veneza também??!?! Vixe, mal posso esperar pelos Posts !!!! Beijos enormes cheios de saudades !!!

Liana disse...

hahaha... e eu pensando: o Rodin era moco? Tu tá mesmo precisando dos acentos e cedilhas...
Beijo, nega feia!

Aline disse...

Linda, adoro "passear" por este lugar através dos seus olhos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...