terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Sobre o futuro...

...eu nada sei. Não sei nadinha e isso é muito estranho pra mim. Pois eu tinha planos, certezas, rumos. Tinha convicções absolutas: um grande amor, uma família, casa e a boca escancarada como repugnava Raul Seixas. E eu adorava cada parte deste projeto burguês. Não sei mais nada. Vivo como os alcóolatras: um dia de cada vez. Tudo bem, sei que vou viajar, sei que vou dar aulas em Mossoró, sei que vou viver e cuidar do meu filho. E isso é tudo. O resto é esperança. Espero muito ainda. Espero que as coisas dêem certo, o que quer que isso signifique. Espero reaprender a escrever, pois agora tudo sai em estertores, frases curtas, textos curtos. E espero. Espero muito bem acompanhada, isso é certo. Recebo amor e conforto dos meus amigos. Da minha família. Às vezes eu esqueço o quanto sou querida. Estes dias me relembraram isso e, com uma certa surpresa, penso: que bom merecer esse bem querer e, mais surpresa/feliz: todo esse amor é sinal de que também eu dou amor. Eu mereço amor. Mereço um príncipe que enfrenta vários desafios, dragões, parede de espinhos e tudo mais disney que se tem direito. Eu espero esse príncipe. E espero glamourosamente passeando na Itália, sofrendo na Itália, admirando a Itália, chorando na Itália. O povo diz que lugar de chorar é no travesseiro que é quente. Discordo: lugar de chorar é na Europa, mesmo no período frio, frio, frio...Choro e espero e, por enquanto, vivo de uma forma totalmente nova pra mim: sem planos.

2 comentários:

Aline disse...

Você é linda demais!

Nara disse...

Amiga, chorar na Itália é chic, vamos combinar! Acho esse teu choro ótimo, um choro de limpeza, de lavagem das escadarias... depois fica um arco-iris lindo! Postei no meu blog um negócio pra tu ler, acho q tu vai gostar... eu já faz algum tempo que num sei de muita coisa tbm não... que nem o Kid Abelha... é ir errando enquanto o tempo nos deixar! bjbjbj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...