domingo, 24 de janeiro de 2010

Aquarela da Italia...

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo...ou vermelho, ou laranja, ou uma multidão de cores que o sol poente da Itália lança sedutoramente. Hoje fui à praia. Estranho. Uma praia sem biquíni, sem calor, sem barraca e sem cerveja. Pequenos trechos de areia ladeados por rochas que me falam de antiguidade, constância, segurança. Coisas de antigamente. Uma praia sem coqueiros mas com plantas diversas, cheiros e cores variados e convidativos. Praia com frio, quem já ouviu falar nisso? Muitos, eu sei, eu apenas nunca tinha reparado. Tanta coisa que não tinha pensado, não estava no meu plano perfeito e que hoje me acontece e me faz feliz. Como almoçar ao pé de uma lareira acesa (juro que estava acesa). Como contemplar uma torre que vigiava a chegada dos árabes. Como ouvir Fabio Concato. Como ser eu mesma, rindo e me permitindo sentir. Já sei que sentirei falta. Mas sei também que irei mais rica, plena, feliz de ter isso tudo pra sentir falta. Porque eu, hoje, aprendi: giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...