sexta-feira, 29 de maio de 2009

Eu sou a Graúna?


Talvez você não conheça a Graúna e, assim, não vai conseguir me ajudar. Já faz tempo eu não pensava sobre isso, mas me deu uma saudade dela, do Bode Orelana, das Olimpíadas da Caatinga... e, principalmente, tive saudade de mim, da menina-moça que lia avidamente as tirinhas e se perguntava se havia mesmo uma identidade com a Graúna ou se era apenas desejo de abrir mão de limites e preceitos e ser assim: ácida, corajosa, desbocada, sensual e muito segura de sua identidade a ponto de se submeter quase masoquistamente ao seu homem.
A Graúna me fez pensar sobre tantas coisas: ditadura militar, relacionamentos, fome, amizade, resistência. Nunca tenho certeza se aprendi  com ela ou se nela encontrei pensamentos e comportamentos que, secretamente, cultivava. Pôxa, a Graúna tem o corpo totalmente distorcido em relação aos padrões de beleza (mesmo os padrões de beleza "passarinhísticos"), é super ingênua e desinformada sobre vários assuntos, tem comportamento marginal, mas que magnetismo, que atratividade, como não desejar ser como ela? Pôxa, a Graúna apanha do seu amor, não sabe ler, é influenciável e tem o corpo totalmente distorcido em relação a padrões de beleza. Como aceitar ser como ela?
Ser mulher não é moleza e, na ausência de um modelo único, de um grupo no qual me inscrever,  fui me tornando mulher me identificando com umas e sendo identificada com outras. Talvez, qualquer dia eu fale disso (tô ficando hábil em promessas para novos posts): a pantera Jill, Scarlett, Mística, Simone de Beauvoir, Graúna, Gilda, a personagem de Sapatinhos Vermelhos, Teresa, a pequena sereia, tantas com tantas coisas belas e doloridas. 

Uma mulher tem que ter qualquer coisa além da beleza
Qualquer coisa que sofre,
Qualquer coisa que chora
Qualquer coisa que sente saudade,
Um molejo de amor machucado
Uma tristeza que vem da beleza
De se saber mulher,
Feita apenas para amar
Para sofrer pelo seu amor, 
E para ser só perdão...

Um comentário:

Gabriella M. disse...

Eiiii, eu li esse texto faz tempo! Só nunca comentei! UAHEUAEA
Amo essa música, vinicius é?
Copiei até em algum lugar, na época.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...